generalidades

da falta de noção

Daí que eu frequento a biblioteca da universidade há muito tempo, e muitas vezes eu o fiz levando uma fruta e/ou algo para beber, já que minhas visitas costumam durar períodos inteiros. Um belo dia, eu entro com meu material, o computador e uma maçã, como tantas vezes fiz, mas sou chamada por uma segurança. A distinta senhora coloca AS MÃOS na minha fruta – lavada e pronta para o consumo – pra me dizer que eu não posso entrar com comida. Ela fez isso mesmo, pegou seus longos (e não sei quão higienizados) dedos, os colocou todos na fruta que eu levava, só pra me dizer: “não podes entrar com isso aqui”. Será que ela achou que eu não entenderia se ela tivesse dito “comida” ou “maçã”?

Anúncios

2 comentários em “da falta de noção

  1. Oi, Daise, nossa, eu fiquei irritada só de ler.
    Eu acho que isso de pegar (n)as coisas dos outros – generalizando mesmo – é uma coisa bem nossa, de brasileiros, temos este péssimo hábito de invadir o espaço do outro. Trabalhar com alemães, que são bem cerimoniosos, reforça ainda mais essa minha impressão (pessoal). Espero que sua frustração com essa cena já tenha passado. Bjs

    Curtir

    1. Sim, acaba passando, né? Mas achei muita sacanagem e fiquei muito irritada na hora – embora não tenha reclamado, porque não sei, sinceramente, se ela entenderia por que eu não queria que ela tocasse na minha fruta; era capaz de entender tudo errado e eu acabar me chateando mais ainda.
      Beijo.

      Curtir

Deixa um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s