viagens

sampa #1

Nossa viagem nestas férias quase não aconteceu. Não iríamos viajar, por alguns motivos específicos (mas principalmente por causa do custo altíssimo das milhas para a compra de passagens aéreas para os destinos que queríamos conhecer). Só que aí, num determinado dia de dezembro, eu me lembrei de que tínhamos milhas para vencer naquele mês. Resolvi olhar e as milhas venceriam naquele dia mesmo. Não deu pra pensar muito. Tínhamos pouquíssima opção, e há tempos falávamos em fazer um passeio cultural em São Paulo, já que eu não conhecia a cidade e o Jr não a conhecia turisticamente, assim, com tempo de passear e visitar as principais atrações. Precisávamos de um destino com o valor de milhas baixo, e no auge da temporada São Paulo foi uma das poucas opções. Imaginamos que seria uma boa época para passear pela cidade, já que ainda era período de férias escolares e a cidade não deveria estar tão cheia como deve ficar ao longo do ano. Conseguimos um hotel ótimo, por um custo muito bom, na Avenida Paulista, com o metrô nos deixando quase no quarto. :D

Vou comentar um pouco da viagem com algumas das fotos que fiz por lá (todas feitas com o celular, já que não levamos câmera fotográfica desta vez). Fizemos tudo o que podíamos a pé, com alguns passeios de metrô para os destinos mais distantes. Ônibus, só pegamos na chegada e na volta pra casa, para fazer a conexão entre o metrô e o aeroporto.

Dia nascendo visto da janela do avião (a foto foi feita na viagem de ida, por volta das 6h20):

Museu de Arte de São Paulo – MASP:

Dica para quem vai ao MASP pela primeira vez: ao contrário do que recomendam no museu, deixa o acervo para o final. As mostras temporárias não chegam aos pés das obras de arte guardadas no terceiro andar. É meio frustrante começar logo com o melhor do museu, porque depois nada se compara. Recomendo que se deixe a visita ir melhorando, e não o contrário, como aconteceu conosco.

Pinacoteca de São Paulo:

Um acervo enorme, muito legal – a visita demorou bem mais do que no MASP, por essa razão. O prédio é lindo, assim como o parque atrás (Parque da Luz, próxima atração).

Parque da Luz:

Estação da Luz:

A estação da luz é realmente muito bonita. É nesse prédio que fica o Museu da Língua Portuguesa, um passeio que eu sempre quis fazer, e que nem de longe correspondeu à expectativa que eu tinha. Foi bom, porque matei a curiosidade. Eu imaginava que haveria mais atrações interativas. Há uns painéis de texto explicando a evolução da língua portuguesa, os diferentes tipos de uso da língua. Tem uma tevê em que se pode escolher alguns estados e conhecer diferentes sotaques dele, mas o de Santa Catarina foi uma decepção. Talvez os outros estados também não sejam tão bons, mas não temos como avaliar. No nosso, não teve o sotaque típico do pescador do litoral, descendente de açorianos (encontrado em Florianópolis e Itajaí, por exemplo), mas tinha duas cidades com sotaque de descendente de alemães, cidadades vizinhas (Blumenau e Pomerode). Há uma parede de cem metros com um telão exibindo um vídeo que mais parece episódio do Telecurso 2000, da Globo – depois, vimos que o museu tem apoio da Fundação Roberto Marinho, então tudo ficou mais claro. O melhor do museu foi o que menos me empolgou inicialmente. É que existe uma mostra anual que homenageia brasileiros. Eu achava que os homenageados seriam sempre escritores (já teve vários que eu queria muito ter visto), mas bem na vez em que fomos o homenageado era o Cazuza. Não que eu não goste de Cazuza, mas também não adoro. No fim, o que o museu tinha de mais legal estava nessa mostra temporária.

Passeando pela região central de São Paulo (Bom Retiro, próximo da Estação da Luz e da Pinacoteca):

Zoológico de São Paulo:

Eu particularmente não curto zoológicos, fico meio deprimida com aqueles animais presos, mesmo sabendo que muitos só continuam vivos porque são cuidados e tratados ali, mas pra quem curte é um bom passeio. O zoológico é enorme – cansa pra caramba, principalmente quando já se está muito cansado de tantos dias de caminhada e não se curte muito a atração, como era o meu caso. Zoológicos têm um problema de configuração. Parecem labirintos! Tu passas várias vezes pelos mesmos lugares e sais sem ter certeza de teres passado por todos. Eles deveriam ser montados de forma a se pegar um caminho e, por ele, se poder percorrer tudo em sequência.

Para ir ao zoológico pegamos o metrô, linha 1 (azul), descemos na última estação (Jabaquara) e lá procuramos por um quiosque que vende o ingresso para o parque em combo com a passagem de um micro-ônibus que te deixa na entrada do zoológico (ida e volta). Mas atenção: o zoo fecha às 18h e eles anunciam que o último transporte sai às 17h. O resultado disso são filas enormes para se ir embora a partir das 16h.

Catedral (e Praça) da Sé:

Visitamos a catedral no primeiro domingo do mês, e nessa data acontece algum evento especial. Não sei exatamente o que era, mas estavam todos rezando o terço com o padre, e a catedral estava bem cheia.

~

Num outro post eu mostro e comento outras atrações que visitamos e outros passeios que fizemos: sampa #2.
Foi uma viagem muito bacana.

Anúncios

2 comentários em “sampa #1

  1. Minhas primeiras férias completamente sozinha foram pra Sampa. 7 dias tb hospedada num hotel praticamente na Paulista, andando MUITO a pé e de metrô, usando táxi apenas à noite (na volta das peças de teatro que fui). A Pinacoteca é mesmo um deslumbre e o acervo permanente do Masp é de deixar a gente de boca aberta. Agora quando fui ao Museu da Língua Portuguesa, o homenageado era o Guimarães Rosa e foi fantástico! Sampa foi a cidade que injetou em mim a coragem e a imensa vontade de viajar sozinha. Hoje curto MUITO a minha companhia e já fiz até viagem internacional comigo mesma! ;)

    Curtir

Deixa um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s