viagens

Viagem ao Fim do Mundo: Hospedagem em Ushuaia


Clica aqui para ler outros textos da nossa viagem a Ushuaia.


Ficamos hospedados no Departamento Ahnen II, que encontramos pelo booking.com. Foi o mais barato e mais perto da área central que conseguimos. As hospedagens mais luxuosas não ficam na região central, e se tivéssemos ficado num desses hotéis, além de gastarmos mais com a hospedagem, teríamos que gastar com transporte par todas as locomoções. Estávamos a poucos minutos a pé da principal avenida de Ushuaia, do centro turístico e das empresas com quem agendaríamos os passeios. Só precisamos de transporte para fazer os passeios afastados do centro.

Sobre a nossa hospedagem, eu a recomendo. Hospedar-se em Ushuaia é caro e pronto. Escolhemos essa por não ser tão cara quanto as outras e por ser um apartamento, com cozinha completa. Assim, economizávamos nas refeições, tomando café e jantando “em casa”. Passávamos no mercado que tinha no caminho e comprávamos a comida de que precisávamos. Além do café da manhã e da janta, também preparávamos lanches para alguns passeios, como o que fizemos ao Parque Nacional Tierra del Fuego (próximo post).

Na página do TripAdvisor não tem avaliações sobre o Ahnen II, apenas sobre o Ahnen I, que pertence à mesma empresa. Eu deixei minha avaliação lá, avisando que era sobre o Ahnen II. Escrevi pra eles, mas não quiseram/puderam abrir uma página específica pro Ahnen II.

Vou tentar explicar a diferença entre os dois para quem estiver interessado poder escolher. O Ahnen I é como um pequeno hotel, recebe vários hóspedes e serve café da manhã. Já o Ahnen II é um miniapartamento, com quarto, banheiro e cozinha completa (pia, armário, louças, panelas, fogão, geladeira e micro-ondas), sem café incluído – é um único conjugado. Só que o check-in dois dois deve ser feito no Ahnen I. Eles ficam muito próximos um do outro, quase alinhados, em ruas paralelas – o Ahnen I na Calle Beauvoir e o Ahnen II na Pasaje Wilder. Segue um mapa da região mostrando a localização dos dois; em amarelo o Ahnen I e em vermelho o Ahnen II (aquele Ahnen abaixo da Calle Acigami está mal posicionado):

Ahnen_ushuaia

Aqui, a fachada do Ahnen I:

AhnenI_fachada

E aqui, a fachada do Ahnen II. O apartamento fica no bloco do meio, o único com uma porta no primeiro andar, com uma escada. A área térrea não está incluída, é só o espaço superior:

Ahnen_II_fachada

Por que eu estou mostrando as fachadas dos dois? Porque eu tomei um baita susto na minha chegada a Ushuaia. Fiz a reserva pelo Booking, anotei o endereço, cheguei à cidade, peguei um táxi e pedi pra ser deixada lá. O taxista mal conhecia a rua (outro teve que dar a direção a ele). Quando chegamos ao endereço indicado, nenhuma placa ou recepção, nada que demonstrasse que ali era um lugar de hospedagem. Não tínhamos internet no celular para tentar fazer contato, então descemos do táxi e resolvemos perguntar. Batemos na primeira porta e a pessoa nos mandou bater na porta de cima, aquela à esquerda, no alto da escada. Batemos e fomos recebidas por duas israelenses, que nos explicaram que a recepção ficava na rua de trás (no Ahnen I). É uma falha tremenda que essa orientação não tenha sido dada antes de chegarmos à cidade. Por isso acho tão importante deixar tudo bem claro aqui, para evitar mais sustos como o nosso. Imagina se as meninas não estivessem ali? Ninguém mais saberia dar informação e teríamos pensado que estávamos sem hospedagem. Por isso também coloquei a foto da fachada do Ahnen I, que é, afinal, o primeiro endereço a ser procurado.

Isso significa que não adianta ir direto ao Ahnen II. É preciso passar no Ahnen I, fazer o check-in e pegar as chaves. Fomos recebidos pelo David, um rapaz muito atencioso e simpático. Ele nos acompanhou até o Ahnen II, para mostrar o apartamento, como as coisas funcionavam e tirar qualquer dúvida. Ele ficou à disposição, ofereceu-se para agendar os passeios que quiséssemos e nos deixou seu número de celular/whatsapp, caso precisássemos de alguma coisa. Onde ficamos tem internet de qualidade e, como eu disse, cozinha completa. O apartamento é bem simples, mas nos ofereceu tudo de que precisávamos.

Como fomos no verão, não sentimos frio, acho que ligamos o aquecedor uma única noite em que a temperatura caiu – tem um no quarto e um na cozinha –, então não sei dizer como é no inverno, tanto o aquecimento do apartamento quanto o do chuveiro. A única coisa realmente ruim de lá, pra gente, foi o colchão, que é bem velho, deformado e desconfortável. Mas as demais vantagens compensaram esse probleminha. ;) Fotos do apartamento por dentro podem ser vistas na página da hospedagem no Booking.

Por fim, um recorte do mapa mostrando como é simples e perto ir a pé do Ahnen até a principal avenida de Ushuaia, a San Martín (o ponto A é o Ahnen II; embaixo, o Canal de Beagle).

Ahnen_Av_San_Martin

Todas as imagens deste post foram retiradas do Google Maps; as das fachadas foram possíveis com o uso do recurso Street View.


Outros posts sobre Ushuaia.

Anúncios

7 comentários em “Viagem ao Fim do Mundo: Hospedagem em Ushuaia

Deixa um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s