generalidades

sem muito assunto

Quer dizer, até tem assunto. Aqui dentro tá um turbilhão. Mas nada de que eu queira (ou me sinta confortável ainda para) falar.

A boa notícia é que a tese está sendo encaminhada e eu vou poder em breve marcar a minha qualificação. Tive reunião com a orientadora e, como sempre, chego lá nervosa e cheia de medos, mas saio tranquila e cheia de perspectivas.

Não consegui ainda retomar a rotina de corridas. Simplesmente não corri desde que voltei de viagem. Estou com dificuldade para conseguir dormir cedo, e uma boa noite de sono é fundamental para fazer um treino com qualidade e saúde. Tenho ido dormir tarde porque fico lendo por muito tempo. Ao mesmo tempo, tô fazendo uma minibaguncinha na minha rotina de sono, pois geralmente me deito para ler relativamente cedo (por volta das 19h–20h) e logo fico com muito sono. E durmo. E tiro longos cochilos assim. Detalhe: sempre na cama dos meus enteados, ahaha – não é por acaso que eu sou a Crazy deles. Depois vou pra minha cama quando acordo, já tarde pra caramba, ou quando sou acordada por um menino reivindicando sua cama para poder dormir. <3

Até escrevi no twitter esses dias: Não tô grávida, mas com a fome e a leseira dos últimos dias, estar grávida seria pelo menos um consolo – ou uma boa desculpa.

Pelo menos estou retomando a rotina da academia, que também ficou toda bagunçada nessas férias, mesmo antes das viagens.

Estou tentando ser menos carrascona comigo. Ao mesmo tempo que preciso me cobrar certas coisas, sou ruim demais comigo em outras. Uma eterna busca pelo ~equilíbrio.

Ilha do Campeche vista da praia do Morro das Pedras, antes do forte e rápido temporal de domingo.

No domingo a gente iria andar de stand up paddle na Lagoa do Peri. Chegamos lá às 8h para descobrir que tinha sido cancelado por causa do vento forte, mas com razão, as condições de remada não estavam mesmo boas. À tarde tínhamos um compromisso com alunos do curso do Jr, ao qual iríamos de bicicleta, mas desistimos por causa da promessa de chuva – fomos de moto, porém, ahaha. Na volta, passamos na casa da minha mãe, que era caminho, pois era aniversário dela. Ela estava em recuperação de uma cirurgia para tratamento dos dentes e acabamos ficando bem pouco lá, foi só uma passadinha. Mas isso não me impediu de ficar muito, muito triste por não ter como ficar mais tempo lá com a minha mãe, e por várias razões além da cirurgia, mas nenhuma ligada a ela diretamente. Uma droga, isso. No fim, aniversários, para nós, acabam não sendo datas especiais, não sendo comemorados, independentemente de querermos ou não que seja assim (e acho que não queremos).

Agora tô saindo, que hoje tem show do Roger Hodgson pra gente ir.

Anúncios

Deixa um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s