gravidez

Diário de gravidez #8 – Tá quase acabando (ou começando pra valer)

Gravidaise está se sentindo plena.

Estou fechando 34 semanas de gestação. Já estou no oitavo mês. Está passando muito rápido. Não, está voando. E, apesar de eu ficar sempre imaginando como vai ser a minha filha, como vai ser a nossa vida com ela aqui, eu não estou com pressa. Ficar grávida, pra mim, tem sido uma experiência muito agradável – como não está nos planos engravidar de novo, quero curtir bastante a gestação, porque sei que depois vai dar muita saudade.

Oitavo mês.

Nesta fase da gestação eu estou me sentindo ótima, física e psicologicamente. Andei preocupada com várias coisas concernentes ao parto (não apenas isso), entre elas a apresentação da bebê, que estava pélvica (sentada), o que complicava um pouco a coisa para nós duas. Mas ontem fiz uma ecografia que me deixou aliviada e feliz em vários aspectos: a bebê estava cefálica (de cabeça pra baixo) e seu desenvolvimento está ótimo. Segue um close da fofurinha:

Ela já está bem grandinha e apertadinha dentro do útero, então fica difícil vê-la por inteiro. Aqui, a mãozinha está cobrindo os olhos. Dá pra ver o queixo (apontando pra esquerda da tela, pois ela está com o rosto “deitado”), a boca, o nariz e a bochechinha. <3

Apesar de estar me sentindo muito bem, oitavo mês é oitavo mês. O cansaço bate forte, especialmente quando é preciso subir uma escada ou uma rampa (qualquer coisa pra cima cansa). Me levantar, seja da cama, seja do sofá, tem ficado bem complicado. Colocar e amarrar os tênis, então! Roupas, ai, roupas… Quero usar só vestido e coisas bem soltas, porque mesmo os shorts e calças jeans para gestantes apertam (aqueles elásticos são meio enganação, só funcionaram pra mim quando a barriga começou a aparecer). Aliás, muito difícil acertarem em shorts para gestantes. Uma dificuldade achar algo que fique confortável e bonito. Nos dias de mais calor meu uniforme em casa é calcinha e sutiã. Só. Metabolismo a toda, sou o ser mais calorento da casa (sempre foi o contrário).

31 semanas

O que está faltando fazer:

  • Definir qual vai ser a configuração do nosso quarto para podermos montar o berço e comprarmos a cômoda para guardar as coisas da bebê e usar como trocador;
  • Comprar a cômoda, claro;
  • Lavar todas as roupinhas e deixar tudo pronto pra chegada dela (a vovó que quis ficar responsável por isso, doida pra ver os varais no quintal dela cheios de roupa das netinhas*);
  • Comprar as poucas coisas que faltam, como toalha de banho e toalha fralda.
  • Remarcar a visita à maternidade – marcamos em dezembro, estávamos lá no horário, mas a pessoa que nos levaria para apresentar as instalações do lugar não foi localizada, afe.
  • Marcar reunião presencial com a doula (com quem tenho contato pelo Whatsapp sempre e é uma fofa).

* Das netinhas porque o enxoval da bebê é praticamente composto de roupas que a minha irmã doou e foram das minhas sobrinhas. Além dessas, tem algumas outras peças de presente. Eu mesmo só comprei dois bodies: um do Guns n’ Roses, que eu trouxe de lembrança do show ao qual eu fui com o Victor, e outro do Dezarranjo Ilhéu (um canal no YouTube muito engraçado, sobre coisas típicas de Florianópolis – vulgo manezinhas), porque a gente adora os vídeos do canal e o body tem na estampa uma tainha e a frase: “Côza másh quirída”, e a nossa neném é a coisa mais querida mesmo). O resto é doação, que depois vai seguir adiante para outras crianças também.

33 semanas.

Vou fazendo as fotos da série #barrigudaise e me perguntando: até quando vai? Quantas fotos dessas ainda vou fazer? E por fim: como farei a foto com a bebê para fechar a série? (Mas é muito gostoso ficar pensando nessas coisas.)

Anúncios

2 comentários em “Diário de gravidez #8 – Tá quase acabando (ou começando pra valer)

  1. Daise querida, estou amando ver cada post de sua experiência! Que o parto seja tranquilo e maravilhoso, e que sua filha venha com muita saúde! As suas fotos em preto e branco são lindas… Quando a sua filha nascer, fica a minha sugestão de continuar sendo em preto e branco com você segurando a sua menina em seus braços (silhuetas de mãe e filha).

    Curtir

    1. Oi, Lu. Obrigada pelo carinho. <3
      Gostei da tua sugestão. Eu tinha pensado em fazer uma foto depois, com a neném no colo, pra “fechar” a série #barrigudaise. Mas essa ideia de continuar fazendo com a bebê crescendo me parece ótima!
      Um beijão.

      Curtido por 1 pessoa

Deixa um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s