maternidade

dois meses

Hoje a Nina completa dois meses. Já tem cinco quilos, sorri pra gente, observa tudo ao redor com interesse e curiosidade, enche nossa vida de alegria.

Anúncios
maternidade

#tbt

Este é um 50% #tbt, haha.

Daise: outubro/1982 (dois meses e oito dias);
Nina: abril/2018 (um mês e dezoito dias). 💜

generalidades

Victor, 17 anos

Esse menino lindo, tão amado e especial, completa 17 anos hoje, oito dos quais eu tive a imensa alegria de acompanhar. Tu és um rapaz incrível, Vi! São tantas as tuas qualidades, que eu excederia o número de caracteres da publicação se eu começasse a enumerá-las. És uma pessoa admirável, de quem a gente tem muito, muito orgulho.
Te amo demais!

maternidade

mais de irmãos

Por falar em irmãos (ver publicação anterior) nesta semana faz oito anos que eu conheci o Victor e o Rafinha. Esta foto (de qualidade péssima, pois: feita com celular em 2010) é do nosso primeiro encontro e passeio juntos. Não poderia ter começado melhor. Hoje, além do sobrenome em comum – foi por causa deles que eu acrescentei o sobrenome do meu marido ao meu quando nos casamos – nossos laços são, também, de sangue: temos uma meNina linda que nos une para sempre. 💜

maternidade

irmãos

Filha, desde a gravidez que eu te falo da sorte de seres irmã do Victor e do Rafael. Teus irmãos te amam tanto! E eu amo tanto vocês três! 💜💙💚

Saímos os cinco para passear aqui do lado de casa. Levei a Nina no sling, e os meninos quiseram carregá-la um pouquinho também. No caminho de volta pra casa o Rafinha ainda fez a irmã dormir – coisa que o Victor também faz com a maior facilidade quando toca violão perto dela. Três lindezas das nossas vidas!

Amo esta foto:

gravidez · maternidade

um mês de nina!

No dia 20/03 a Nina completou um mês. Mas não é que passa voando mesmo? Já não tenho mais um recém-nascido em casa. Ela passou de fase e, segundo a pediatra, foi promovida a bebê.

Ela é linda, querida, cheirosa… Não sei nem o que dizer. É muita fofura nos meus dias. Adoro ficar com ela, conhecer todas as carinhas, todos os barulinhos, as expressões, começar a entender o que cada choro ou resmunguinho ou caretinha significa e, de certa forma, começar a estabelecer uma comunicação com ela.

É um privilégio enorme poder estar em casa me dedicando integralmente à minha filha, eu sei disso. E sou muito grata por isso. Ela mama bem e bastante. Está ganhando peso e ficando cada vez mais bochechudinha, redondinha. Uma linda, já falei?

No dia em que ela completou um mês eu aproveitei para fazer fotos com ela e encerrar a série #barrigudaise.

Tem a foto que fiz com 40 semanas, minutos antes de sair pra maternidade (tinha que fazer a do último dia, né?):

E aqui, a Nina com um mês de vida extrauterina (não consegui escolher uma só, dsclp):

maternidade

tempo, tempo…

Hoje a Nina completa duas semanas de nascimento. Meio mês. E eu estou aqui com cara de “Quê? Mas já?”.

E ela já mudou tanto em tão pouco tempo. Está com umas bochechas enormes e lindas, de tanto mamá. Aqui estamos assim: peito e colo em livre demanda. O que ela precisa, ela encontra em mim. Então se precisa e eu tenho, eu dou.

Seguimos deliciosamente apaixonados por ela.