diálogos · falas da nina

diálogos #81

Eu tenho brincado com a Nina, dizendo várias vezes que a amo. Eu digo coisas como: “Eu te amo, tá? Não esquece que eu te amo. Não podes nunca esquecer que eu te amo. Mas, se te esqueceres, eu te ajudo a lembrar. Eu te amo, tá? Tô só te lembrando que eu te amo. É pra não esqueceres que eu te amo, então tô te dizendo de novo que eu te amo. Te amo, filha, não vai esquecer…” Digo isso, faço cosquinha, dou uns beijos nela e a gente ri.

Hoje, quando ela acordou, eu pedi meu beijinho de bom-dia, dei um beijo nela também e disse apenas:

– Bom dia. Te amo, filha.
– Eu não vou esquecer, então tu não precisa falar muitas vezes, tá?

~ COMO ASSIM A ADOLESCÊNCIA JÁ CHEGOU?

diálogos · falas da nina

diálogos #80

Hoje a Nina se saiu com duas que eu tive que anotar pra guardar.

A primeira:

Ela foi tomar água, me chamou e disse:
– Ó, tô tomando água pra sobreviver, senão não tem mais Nina.

~

A segunda:

Eram 10h50:
– Mamãe, quero tâmara. 
– Filha, não vou te dar fruta seca antes do almoço. Podes comer maçã, caqui, uva, abacate, queres?
– Esses são molhados?
– Molhados? Não. Por quê?
– É que tu falou que a tâmara é seca. 

Pois é. No fim eu disse mesmo, não disse? ¯\_(ツ)_/¯

generalidades · maternidade

aos poucos, retomando…

Estou retomando interesses antigos, como a leitura (li bastante sobre criação e parentalidade nestes últimos três anos, já tá bom, haha). Outros interesses são trilhas, hiking, viagem, esportes e aventuras na natureza. 

Estou com uns textos ainda por terminar cuja temática é a criação de filhos, mas doida pra concluí-los e mergulhar de novo e com intensidade nas leituras de ficção, grandes reportagens, biografias, relatos de aventura e de viagem…

A Nina está prestes a completar três anos, e eu vejo com beleza o fechamento desse ciclo de fusão com ela, de estar (fisiologicamente) tão voltada e dedicada a ela. Vejo ela se abrir pro mundo e pra novos relacionamentos, e meu coração se enche de alegria, gratidão — e reconhecimento de privilégios que permitiram que as coisas tenham sido assim, da forma como eu gostaria que tivessem sido.

diálogos · falas da nina

diálogos #76

Conversinha e observação do dia:⁣
O Jr lavava a louça, enquanto eu preparava a comida para o almoço. A Nina observava e me disse:⁣
– O papai tá lavando a louça. ⁣
– Sim.⁣
– Tu não vai lavar a louça?⁣
– Agora não, filha. O papai tá lavando a louça, e a minha tarefa agora é fazer o almoço.⁣
– A tua tarefa é fazer o almoço e a tarefa do Rafa é da escola.⁣

generalidades

buscando natureza

Hoje saímos para o nosso roteiro de caminhada (as redondezas de casa). Desta vez levamos a bicicleta da Nina, que ela ganhou faz poucos dias. Já está andando superbem, com domínio e equilíbrio, sempre cuidadosa e cautelosa. Ela quis ir até a “árvore do algodãozinho”, aonde ela tinha ido com o pai dela. Em frente à árvore, no outro lado da rua, fizemos esta foto. Depois a chuva se anunciou. Eu tinha levado capa de chuva pra nós duas, o que foi ótimo, pois por algum momento caíram gotas bem grossas. Lidamos bem com a chuva, nós até a curtimos. Desejo que ela não tenha medo da chuva e não deixe de aproveitar um dia de contato com a natureza porque o tempo “não está perfeito”. O nosso passeio foi ótimo! Voltamos as duas muito felizes.